Monthly Archives: Setembro 2007

Índice de Percepção da Corrupção 2007

Saiu a versão de 2007 da lista da Transparency International. (Portugal: 28º, 17º na Europa) Continuar a ler

Anúncios

Revolução Birmanesa (2)

Na Birmânia (ou Mianmar, discussão aqui), a situação parece agravar-se. As fortes crenças religiosas não parecem ser detractores suficientes para as investidas das forças governamentais, tendo pelo menos um monge sido morto, estando outros dois nos cuidados intensivos. Na lista deste ano da Transparency International a Birmânia junta-se à Somália e ao Iraque no fundo da tabela da corrupção (a liberdade de imprensa não é melhor). Razões suficientes para uma continuação da entrada anterior.

No New Statesman Michael Charney, historiador especialista em História birmanesa, explica o contexto da situação actual na Birmânia. Conclui dizendo que já estamos para lá da altura em que sanções poderiam surtir alguma mudança, e que a opção mais realista passa por pressionar a China (“soft pressure”) a obrigar o regime a abdicar a favor da Liga Nacional para a Democracia. Relatos vindos do interior do país podem seguidos a partir da BBC.

A reacção da comunidade internacional continua tímida. Discursos de apoio aos protestantes abundam, mas as acções até agora ficam-se por mais sanções (se a Rússia deixar) e um enviado especial da ONU. Fora das Nações Unidas, os EUA têm também exercido pressão sobre a China para intervir (o George devia ouvir a Laura mais vezes). Se a China está para aí virada é outra questão, pelo menos o desejo de estabilidade na vizinhança pode estar a evitar um aumento ainda maior da violência.

Ficam as esperanças de democracia a depender de uma ditadura?

Universidade Independente: Sócrates mente, directora do DCIAP age de forma estranha

Novos dados, vindos da investigação do Público sobre o pseudo-curso de José Sócrates na Universidade Independente (UnI), revelam que o Primeiro Ministro terá mentido descaradamente aquando da sua justificação na RTP. A meu ver mais graves são as suspeitas sobre a actuação de Cândida Almeida, directora do DCIAP (Departamento Central de Investigação e Acção Penal) encarregue pelo procurador-geral da república de apurar as responsabilidades de Sócrates no caso. Quanto ao caso em si, confirmam-se as irregularidades: ao contrário do que mostravam as pautas individuais de Sócrates reveladas pela UnI, as pautas colectivas apreendidas pela PJ num cofre da universidade revelam que três das cinco notas com que Sócrates concluiu o curso foram lançadas em Outubro de 1996, depois das datas que constam dos dois certificados de licenciatura (8 de Agosto e 8 de Setembro de 1996). Continuar a ler

Revolução Birmanesa

A Birmânia (ou Mianmar, nome oficial desde 1989) entrou em estado de revolução. As ruas de Yangon (Rangoon), a maior cidade do país, estão repletas de multidões a perder de vista. Estimativas apontam para entre 50 a 100 mil pessoas no dia de hoje (24/Set), o culminar de manifestações progressivamente maiores que têm sido uma constante nos últimos dias. Trata-se de uma revolução pacífica, iniciada por monges budistas (a religião maioritária). Camiões de militares têm circulado durante a noite para pontos estratégicos da cidade, fazendo recear um massacre semelhante ao das manifestações de 1988. Será o nascimento de uma nova democracia? Continuar a ler

OGM e riscos para a saúde

Eu não me oponho absolutamente aos OGM. Não subscrevo a teorias que afirmam ser aberrante alterar de forma tão fundamental a Natureza. Tenho tentado seguir os avanços na manipulação genética desde há uns anos, quando li pela primeira vez sobre as experiências da Monsanto na manipulação de genomas de plantas. É uma tecnologia de inegável potencial. Mas que tem de ser abordada com uma maior cautela, como demonstram vários estudos. O processo de testes deve ser mais semelhante ao dos medicamentos.

A legislação Europeia sobre o assunto, embora mais sensata que a Americana, ainda é claramente insuficiente. O processo de testes a que os OGM têm de ser submetidos antes de aprovados na UE está muito longe de ser satisfatório. A legislação que obriga a identificação de produtos feitos com OGM também tem sérias lacunas. Já a uma distância saudável da histeria em torno do “Verde Eufémia” e os infames cereal-killers, tento expôr aqui as razões que tornam necessárias mudanças na abordagem aos OGM (devidamente documentadas). Continuar a ler

algumas coisas não evoluem mesmo…

A Aliança Evangélica Portuguesa (AEP) é uma seita cristã fundamentalista que defende uma interpretação literal da Bíblia. Apesar do seu cariz fundamentalista têm crescido a um ritmo alarmante e com apoio estatal. Dividem com a Igreja Católica (IC) o espaço Ecclesia, na RTP2. Tomei pela primeira vez conhecimento disto ao ver o programa infantil da AEP, com o seu hit-single “Heil Heil, vamos lá louvar a Deus!” (pelo menos soava a isto) e o ensinamento que a evolução é uma mentira. Estão presentes em mais de 200 escolas na cadeira de Religião e Moral, onde também disputam o poleiro com a IC. Mas têm um nível de dogmatismo que os impede de fazer as mais pequenas concessões face à ciência. Este tema não é novo mas merece ser relembrado. Continuar a ler

Tasers e democracia

Um estudante americano foi agredido com um taser num fórum da University of Florida enquanto John Kerry ocupava o pódio. Fica aqui o vídeo que relata o evento e os momentos antes. Continuar a ler