Aquilino Ribeiro no Panteão e a comichão monárquica

Foi hoje transladado o corpo de Aquilino Ribeiro para o Panteão Nacional, tornando-se o escritor no 10º Português a ser distinguido com esta honra. O que caiu muito mal nos meios monárquicos, que cedo formaram uma petição contra o acontecimento, devido à participação de Aquilino Ribeiro na “conspiração para o assassinato do Chefe de Estado de Portugal, Sua Majestade El-rei D. Carlos, e Seu Filho, Sua Alteza Real o Príncipe Dom Luís Filipe”, facto que dizem estar “historicamente provado”.

Historicamente provado? Ao que parece que não está, as opiniões dividem-se. Castro Henriques, professor de Filosofia Política na Católica e um dos primeiros subscritores à petição, identifica “27 arguidos, suspeitos, réus ou condenados. E um deles é Aquilino. (…) estava armado e pronto para disparar? Provas fortes dizem que sim.” O historiador Rui Ramos considera esta tese “uma opinião, não baseada em factos”. Ainda segundo Rui Ramos, Aquilino Ribeiro “nega ter participado e diz que quando soube achou uma asneira e um erro”. Pulido Valente é da mesma opinião mas também não concorda com a transladação, visto tratar-se de “um escritor medíocre”. Fonte: Público

Seja como for, eu desconhecia até esta discussão que Aquilino Ribeiro era um militante republicano muito activo (chegou a ser preso por fabricar bombas). Por pouco o homem não era transladado sem que eu lhe reconhecesse o devido valor. Quanto ao valor literário não estou em posição de tecer comentários, tudo o que li dele foram contos para crianças quando eu próprio era uma e de pouco me lembro (sei que havia uma abóbora..). Lembro-me de ouvir falar sobre o vocabulário de Aquilino Ribeiro ser capaz de levar muito leitor veterano a não dispensar o dicionário durante a leitura, e de ser um dos grandes romancistas do século passado. Agora o lado da defesa da república, se para Castro Henriques “Se houve terroristas em Portugal foram estes!”, para mim só acrescentam uma dimensão ao escritor que o enaltece. E mesmo que tenha tido algo a ver com o regicídio, não me peçam para compadecer-me com um rei que por duas vezes levou o país à bancarrota e que estava mais interessado em ver peixes do que governar. Já quando os monárquicos conseguiram pôr aquela abominável placa no Terreiro do Paço os meus órgãos internos dançaram polka violentamente. O site da petição, um tal forum-real-democracia.org (onde real se deve referir a realeza, já que a democracia nunca foi prioridade para esta gente), tem estado em baixo o dia todo. Obra de algum neo-terrorista republicano?

25 responses to “Aquilino Ribeiro no Panteão e a comichão monárquica

  1. Pingback: De volta ao panteão « A Mansarda

  2. Acho que este seu blog é um caso de demência intelectual. Então diz-se democrata e é a favor de enaltecer os feitos terroristas de Aquilino Ribeiro.

    Caro senhor deixo-lhe um presente :

    A minha carta a Vital Moreira, divirta-se democrata da republica das bananas …

    http://causamonarquica.wordpress.com/?s=Vital+Moreira&searchbutton=go%21

  3. O que é enaltecido é o empenho pela abolição da monarquia.
    Tanto quanto sei, as bombas não foram usadas contra civis inocentes com o intuito de gerar medo na população, portanto não cumpre a definição de terrorismo. Não é muito louvável, mas não é terrorismo.

    Quanto ao presente agradeço-o calorosamente, colocou-me um sorriso na cara.
    Primeiro, acho cómico os monárquicos que se disfarçam de democratas. Desatei a rir quando vi que considera a ética uma religião, aposto que é católico. E comparar o regicídio ao 11 de Setembro, ui!! Essa foi impagável…

    Só mais um pormenor: podem esquecer a vossa causa. O caminho é em direcção à democracia plena, que ainda não atingimos, não vamos retroceder aos tempos da monarquia e da promiscuidade entre igreja e estado.

  4. LOLOLOLOOL

    Democracia plena LOLOLOLOL, já agora não quer um regime ditatorial tipo o de Chavez LOLOLOLOL ? Mas tenha cuidado estamos a voltar aos poucos à situação política de à 100 anos, rotativismo político entre dois partidos que neste caso é o PS e o PSD. As pessoas estão a ficar fartas da vossas farsas basta ver a percentagens de abstenção nas eleições. Pense mais no que o rodeia, leio um pouco de história.

    Mas não se preocupe que nós os monárquicos não somos meia dúzia, segundo estudos do CESOP de 2002, 20% da população quer um Rei e 30% estão indecisos. Por isso tenha mais cuidado quando se refere a nós talvez um dia tenha uma surpresa.

    p.s. : Hoje devia ser o nosso maior feriado político por uma simples razão É O DIA DA NOSSA INDEPENDÊNCIA.

  5. E já agora a propósito de religião, a maioria dos ateus tem a mania de a condenar. Eu gostaria de saber se todos respeitam as convicções dos outros, mas não se preocupe um dia você como eu vai morrer e aí talvez pense duas vezes o que fazemos aqui neste calhau chamado Terra.

    Quanto à Igreja, Deus não tem culpa de como fazem a gestão da sua imagem. Foi o homem que criou a Igreja e não Deus. Por isso o facto de existirem situações de que não concordo não quer dizer que vou deixar de ter fé e acreditar que ele existe. Cada um sabe como o vê ou não. Ele deixa pistas, se não as encontram ele não tem culpa …

    p.s. : Respeite para ser Respeitado

    “A sua Liberdade acaba quando põe em causa a dos outros …”

    VIVA PORTUGAL !!!

  6. Se não consegue perceber a diferença entre querer uma democracia plena e querer um regime ditatorial talvez não seja eu o demente.

    Eu também não gosto do rotativismo que temos. Mas pior do que isso era rotativismo nenhum.

    Gostava que me enviasse esse estudo, mas digo desde já isto: qual é a expressão do PPM em Portugal? Vocês não se dão bem em democracia, pois não? E concordar com “um rei” nem significa concordar com “el Rei”, nisso nem os monárquicos estão de acordo (é o D.Duarte ou o outro?)

    Quanto à independência, não me faça rir! Então a 1 de Dezembro a monarquia libertou-se da república espanhola, foi? Na verdade até foi por causa das ideias monárquicas que os espanhóis tomaram controlo do país, ou vai dizer-me que foi por sufrágio popular? Os Habsburgos invocaram o direito de sucessão, esse grande valor monárquico! E o papa deu uma preciosa ajuda…

    «Foi o homem que criou a Igreja e não Deus.»
    É bom saber que pelo menos num ponto estamos de acordo. Resta-me acrescentar que quanto à bíblia, passa-se o mesmo.

    Eu respeito quem eu achar que merece, não estou a impedir a liberdade de ninguém.
    E Viva Portugal!

  7. PPM ??? LOLOLOL

    Meu caro eu sou militante do Partido Socialista pela secção de Aveiro. LOLOLOLOL Ser de esquerda não implica ser republicano.

    Porque razão alguma o PPM devia representar todos os monárquicos ? Não representa e por isso eles existem em praticamente todos os quadrantes políticos. Caso não saiba o estudo foi feito pela Universidade Católica e foi feito um inquérito à população portuguesa.
    Quanto a herdeiros do trono só existe um D.Duarte, foi ultimamente reconhecido como tal pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros como pode ver no meu site.
    E quanto à bíblia não acredito piamente em Códigos de DaVinci’s. Sei que existem mais evangelhos os ditos apócrifos que são tão válidos como os da Bíblia porque são contemporâneos.
    Jesus acima de tudo era um homem como nós.

    Meu caro caso não saiba os espanhóis tomaram controlo do país porque El Rei D.Sebastião não deixou herdeiros directos. Filipe I de Espanha era neto de El Rei D.Manuel I ou seja era o descendente mais directo. Por hereditariedade tinha direito ao trono.
    Não estou a defender os espanhóis mas esse é o facto histórico.

    Viva Portugal !!!

    p.s. é pena que os portugueses não saibam que 1 de Dezembro é o dia da Nossa Independência. Devia ser o feriado mais importante do que o 5 de Outubro ou o 25 de Abril.

  8. Só mais uma coisa pode estranhar porque não concordo a 100% com PS, é muito simples eu sou Alegrista :)

  9. Não sei se já se deu conta, mas o PPM é o ÚNICO partido que defende uma monarquia em Portugal. Por isso até faz algum sentido que represente monárquicos, pelo menos mais do que o PS.

    Eu queria o estudo para saber qual a pergunta que era feita e outros detalhes, não para saber se era da católica.

    Se me diz que “herdeiro” é só o D.Duarte, tanto melhor: duvido muito que uma grande parte da população concordasse em tê-lo como rei, D.Duarte presta um valioso serviço à República cada vez que aparece em público.
    E queria relembrar que o ministro dos negócios estrangeiros não tem autoridade para reconhecer “herdeiros do trono”.

    Eu não falei em códigos daVinci.

    Leia outra vez o que eu disse sobre tomada do país pelos espanhóis. Invocaram a hereditariedade do trono, um valor monárquico, para conseguirem o poder. E antes disso o papa impediu o cardeal D.Henrique de largar o cargo religioso e casar-se para tentar ter herdeiros portugueses (apesar da idade).

    Duvido que o ramsoft concorde 100% com Alegre, já que não me lembro do homem defender a monarquia.

    PS: não tem mesmo nada melhor que fazer? Esta discussão arrasta-se e eu estou a ficar farto.

  10. Meu caro vejo que estamos a ter uma discussão construtiva e isso é bom. Quanto ao PPM pode ser efectivamente o que defende a monarquia mas D.Duarte não o apoia porque tem de ser imparcial. Quanto à aparição deste, ele aparece para servir Portugal. Os seus serviços têm sido reconhecidos pelo MNE que lhe dá sempre passaporte diplomático quando este representa a Pátria lá fora. Ele sempre acima de tudo foi e será português antes de representante da Casa Real.
    Quanto a Manuel Alegre, convidava-o a ler o seguinte artigo que foi publicado no site oficial de Manuel Alegre :

    http://causamonarquica.wordpress.com/2007/07/14/manuel-alegre-d-duarte-e-a-democracia-%e2%80%93-uma-biografia-portuguesa/

    Pode também no site oficial ver o meu nome na lista dos apoiantes dele por Aveiro para as presidenciais. O sr. Manuel Alegre é a favor de que se faça um referendo sobre a questão de regime em Portugal e além disso foi dos poucos deputados a sugerir alterar o protocolo de estado para introduzir lá a Casa Real Portuguesa.
    O PSD e o PP também fizeram propostas para alterar o protocolo de estado.
    Gostaria de dizer que em 2004 o artigo 288 b) da constituição foi votado na Assembleia com o objectivo de eliminar a obrigatoriedade do regime ser republicano. Não foi aceite por 51% dos deputados. Na maioria os deputados do PSD e PP são a favor da mudança da constituição e Manuel Alegre do PS também é.

    PS : espero ter respondido a todas as suas perguntas e eu também tenho mais que fazer em responder, faça um favor informe-se melhor. :)

  11. Desconhecia essa posição de Manuel Alegre (que não defende a monarquia mas mostra-se aberto a ela), e ter informação nova já torna a discussão mais interessante para mim. E parece que estamos agora a chegar às questões essenciais, o que é útil.

    Começando pela constituição, felizmente é necessário uma maioria de 2/3 para esta ser alterada. Pessoalmente defendo que a constituição portuguesa não deve ser alterada sem um referendo, também aqui com maioria qualificada (especialmente numa questão deste calibre).

    Embora eu defenda que deviam existir mais referendos, dificilmente vejo a monarquia como uma questão útil para se referendar. Os monárquicos estão no seu direito de discordar quanto à utilidade, o que me leva à posição de D.Duarte:

    O presidente não deve manifestar o seu apoio a nenhum partido político devido ao cargo que ocupa: é o mais alto representante da nação. D.Duarte, aos olhos da lei, é mais um cidadão como eu e o ramsoft. Nada o impede de apoiar um partido.

    Não faz sentido os monárquicos falarem da constituição como se esta os impedisse de ter o rei no poder. Se D.Duarte achar que tem direito a ser o mais alto representante do país, tudo o que ele tem a fazer é concorrer nas próximas presidenciais. Aí veremos se o apoio a este rei justifica sequer considerarmos a questão.
    Se ele for eleito nos dois mandatos os monárquicos podem então tentar fazer uma alteração à constituição ao estilo de Chávez para prolongar o mandato d’el-rei, via referendo (eu votarei contra, claro).
    O direito ao poder por hereditariedade nunca fará sentido para mim, mas terão de passar pelos passos descritos no parágrafo anterior antes de tentarem invocar legitimidade para tentar mudar o sistema presidencial.

    E é por isso que discordo de Manuel Alegre nessa questão. Mudar para uma monarquia iria privar as gerações futuras da possibilidade de escolher o seu representante, algo que não pode ser feito com leviandade.
    A república não impede que o ‘rei’ seja o ‘soberano’ da nação, a monarquia impede que quem não seja rei tente chegar ao cargo.

  12. Meu caro

    Nós os monárquicos democratas queremos uma monarquia de modelo europeu. O melhor exemplo seria a monarquia espanhola como parlamento, constituição e governo. Numa monarquia parlamentar o Rei não vai para o poder só porque pertence a uma família, já antes de 1910 o Rei era “aclamado” pelo parlamento ou seja os deputados votavam se eram ou não a favor de o mesmo ser Rei. No caso espanhol D.Juan Carlos foi legitimado por um referendo em 1978 penso que seria um bom exemplo para Portugal.
    Quanto às futuras gerações escolherem o o seu representante, penso que essa é uma falsa questão. Veja só a percentagem de abstenção nas presidências, normalmente é a eleição com mais abstenção entre a população e em especial nos jovens. Pode se quiser ver numa livraria o livro “D.Duarte e a Democracia” da Bertrand, lá encontrará mais informações sobre os estudos que foram feitos pelo CESOP em 2002.
    D.Duarte já ponderou concorrer a presidente da republica por sugestão do antigo presidente americano Reagan. Recuou porque ao fazê-lo estaria a reconhecer o regime republicano e a contradizer-se.
    A constituição efectivamente impede de fazer um referendo. Não se pode fazer um referendo sem alterar o artigo 288 b).
    Quando diz “O presidente não deve manifestar o seu apoio a nenhum partido político”, aqui está a grande diferença porque D.Duarte pode afirmar e dizer que é imparcial porque nunca foi militante de um partido ao contrário da maioria dos presidentes dos últimos 33 anos e do geral da republica. Este sim é o maior garante de imparcialidade. Quanto a puderes D.Duarte não teria mais do que um presidente mas pode ter a certeza que se poupava mais não gastando os milhões de euros que se gastam com campanhas.
    Além disse a presidência portuguesa gasta mais do que a monarquia espanhola, a corte espanhola só gasta anualmente 9 milhões de euros e a presidência portuguesa 16 milhões ( fonte : notícia da RTP no 5 de Outubro).

  13. Uma pergunta: caso os deputados votassem contra o rei, quem ocuparia então o cargo? Votar simplesmente a favor ou contra um representante colide um pouco com a minha ideia de democracia: quero opções! Actualmente não tenho muitas mas é melhor que nada.

    Se D.Duarte tem aversão a eleições democráticas com mais candidatos o problema é dele. Achar que tem legitimidade para ser o representante da nação e não se submeter ao sufrágio popular que lhe dá esse direito, isso sim é contradizer-se.

    Acho que nada impede o artigo 288b de ser alterado por referendo, mas teriam de alterar também o nome da constituição para fazer sentido…

    D.Duarte não garante imparcialidade nenhuma. É bem sabido o alinhamento da ‘família real’ com o catolicismo e valores associados à direita.

    Infelizmente, temo que não seja só a nível do chefe de estado que Espanha seja mais eficiente do que Portugal. A racionalização de gastos públicos não é uma questão de monarquia ou república.

  14. Se os deputados chumbassem o rei na aclamação era escolhido um outro na linha da sucessão.
    O artigo 288 b) só pode ser alterado por 2/3 dos deputados, é um artigo da constituição. Acha que alguma vez a mudança de regime não passaria por um referendo ? Esse é o problema dos republicanos porque sabem que têm fortes probabilidades de o perder.
    D.Duarte só alguma vez se colocaria numa posição de “eleição” depois de num referendo os portugueses dizerem claramente que querem a mudança de regime. Mudar o nome da constituição ? claro que ficaria com um nome imparcial.

    Agora diz : “D.Duarte não garante imparcialidade nenhuma. É bem sabido o alinhamento da ‘família real’ com o catolicismo e valores associados à direita.” Meu caro mais uma vez leia a biografia de D.Duarte, “D.Duarte e a Democracia”. Por acaso sabia que D.Duarte é amigo pessoal de Dalai Lama ? Por acaso já viu algum ateu defender o diálogo inter-religioso como D.Duarte ? Só Mário Soares e mais ninguém. Ou ninguém tem o direito a ter as suas convicções ? Não me parece ser o caminho mais correcto censurar os outros. Infelizmente os maçónicos do GOL têm a mania que representam a consciência do Povo e dizem-se democratas … mas no entanto têm a religião deles a famosa “ética republicana”.
    E por favor por uma questão de coerência intelectual não diga que D.Duarte a “família real” estão conectados com a direita, informe-se por favor. D.Duarte é simpatizante do PS.
    Disse “. A racionalização de gastos públicos não é uma questão de monarquia ou república.” Então não é o que costumam apontar à Monarquia que ela é mais dispendiosa ? Pois esta é a pura verdade.

  15. Por favor, antes de responder leia duas vezes o que eu escrevo, já que uma parece ser sempre insuficiente.
    Eu não disse que D.Duarte era de direita mas que tinha “valores associados à direita”. E fala do ecumenismo como se isso provasse que os valores de D.Duarte não vêm do catolicismo. O Ratzinger também já falou com o Dalai Lama, se calhar o papa também é imparcial em questões religiosas.

    Eu pensava que me tinha dito que D.Duarte, na sua suprema imparcialidade, não “simpatizava” com nenhum partido.

    Todos têm direito a ter as suas convicções, mas não têm direito a dizer que a sua “imparcialidade” justifica irem para o trono sem legitimação popular. O que tem essa família de especial para que seja a única a poder aceder ao cargo? O facto de casarem com primos não conta…

    Aproveito para relembrar que Mário Soares se afirma como agnóstico e não como ateu. E que a maçonaria não é feita por ateus mas sim por religiosos e deístas (e, ocasionalmente, um agnóstico ou outro). As crenças maçónicas são incompatíveis com o ateísmo.
    Vejo que continua a ter problemas a distinguir ética de religião, sugiro que se informe melhor.

    Já me viu aqui dizer que o problema da monarquia é ser mais dispendiosa? Nunca foi isso que esteve em discussão. Há gastos na república que podem ser diminuídos. Quanto aos outros, aposto que se abolíssemos as legislativas e as autárquicas se poupava dinheiro. Também defende isso?

    Acha que os “republicanos” têm medo de perder um sufrágio quando D.Duarte é que se recusa a concorrer a eleições em que sejam permitidos mais candidatos? Basta ver os resultados eleitorais do único partido monárquico para se perceber porquê.
    Mas se querem esse recuo na democracia, comecem a juntar assinaturas para o referendo sobre o 288b, e depois outro para mudar o sistema de governo. Continuo a achar cómico não serem capazes de ganhar umas presidenciais mas reclamarem legitimidade para abolir as eleições presidenciais para sempre.

  16. Mário Soares é Presidente da Comissão de Liberdade Religiosa caso não saiba. E ser católico é ser de direita ? essa não sabia, lá está eu também sou católico e segundo alguns Jesus foi o primeiro comunista LOL. Mais uma vez leia sobre a acção de D.Duarte no diálogo inter religioso. Só porque não defende o aborto e defende o conceito de família é ser de direita ? Que eu saiba nem toda a gente de esquerda concorda com o aborto. Quanto ao valor de ter e proteger uma família se não concorda com isto estamos todos condenados porque simplesmente a população cada vez mais envelhece e morremos todos sem descendentes lol
    Quanto a D.Duarte ser simpatizante do PS não implica ser militante e ter um passado não-imparcial na acção política. Chama-se a isto coerência.
    E meu caro quanto a Maçonaria, engana-se profundamente.
    Existem duas correntes, a regular que acredita no Grande Arquitecto e a não regular que não acredita em nenhum criador. Ora A GLRP é regular e acredita em Deus e o Grande Oriente Lusitano é não regular. Sendo o GOL tendo como base muitos militantes do PS com valores demarcadamente republicanos. E agora ? Não tenho razão ? Mas eles não fazem a regra felizmente.
    Ninguém está aqui a dizer para acabar com as legislativas e com as autárquicas. Você é que sabe.

    Bem e continua a confundir os monárquicos com o PPM, quer nomes de monárquicos conhecidos sem serem do PPM ?
    Paulo Portas
    Pedro Quartin Graça

    Há mais mas não sou obrigado aqui a deixar a lista toda. Enfim até o Arq. Gonçalo Ribeiro Teles fez parte da lista de Mário Soares em 1972 na Primavera Marcelista.

    E o Povo está-se marimbando se são de esquerda ou direita. O PREC felizmente nunca aconteceu.

  17. Os valores católicos não são necessariamente os valores de Jesus. Ou vai dizer-me que Jesus é contra o aborto e “defende o conceito de família” (seja isso lá o que for)?
    A dicotomia esquerda-direita é claramente insuficiente, usei-a para simplificar visto o ramsoft já a ter usado antes. Nessa dicotomia os valores conservadores são conotados com a direita.
    E não vamos entrar em discussões de natalidade que isto já se desviou o suficiente do post original.

    Fico feliz por saber que o GOL renunciou a esse dogma, mas isso ainda não suporta o seu argumento anterior, continua a confundir maçonaria com república e religião com ética.

    Quanto à interminável questão da imparcialidade, D.Duarte tem opiniões como toda a gente. Um presidente não apoia abertamente um partido político enquanto ocupar o cargo. Em ambos os casos não deixam de ter as suas ideologias, embora achem que devem ter uma postura neutra sobre essas questões.

    Não confundo monárquicos com PPM. Ao contrário de outros monárquicos, o PPM tenta (sem sucesso) legitimar as suas posições monárquicas com o apoio popular (leia-se votos). No PPM fizeram o que D.Duarte não quer fazer, um partido que tem como prioridade a mudança de regime, e que se submete a eleições livres.

    E sim, também ouvi quando Mário Soares foi para a CLR. E depois? Isso não tem nada a ver com a discussão.

  18. Meu caro o PPM pode defender uma monarquia mas não com o actual e legítimo herdeiro do trono, defendem que o Duque de Loulé é o herdeiro contrariando a comunidade internacional . Sendo assim é uma incongruência o PPM, nada mais do que uma miragem do seu passado. Para já não falar que os Câmara Pereira são uns autênticos palhaços.
    Por princípio um Rei não pode ter partido, não conhece nenhum Rei na Europa que tenha pertencido ou pertença a um partido.
    Pode ficar contente com o GOL mas o GOL está condenado caso não saiba. O GOL pertence a 20% da Maçonaria existente no mundo. 80% da Maçona ria é Regular ou tradicional, onde se encontram as mais fortes : inglesa e americana. Ora o GOL não tem influência nem força política, por isso estão neste momento a tentar inverter a situação.
    Disse “continua a confundir maçonaria com república e religião com ética.” Esse é o problema do GOL, é precisamente essa confusão que vai dentro do GOL com a qual não concordo.

    Gostaria de aqui frisar que acima de tudo me considero de esquerda mesmo sendo monárquico. Votei a favor do Aborto, concordo com um Estado controlado, e defendo os direitos dos mais desfavorecidos. Mas como pode ver nada disto colido com a questão de regime. Acima de tudo defendo a democracia e a liberdade, não vê nenhum país que tenha sido comunista ou mauista que fosse livre e democrata. Por isso considero-me socialista democrata.

  19. Esta semana tem sido complicado arranjar tempo.
    «Para já não falar que os Câmara Pereira são uns autênticos palhaços.»
    Aqui não tenho nada a apontar.
    «Por princípio um Rei não pode ter partido»
    Volto a insistir que D.Duarte não é rei e que, para mim, não lhe retira legitimidade nenhuma candidatar-se para as presidenciais, antes pelo contrário. Nem precisa de um partido, basta recolher as assinaturas.

    Queria ressalvar que o GOL não me deixa propriamente contente, apenas achei que é positivo terem renunciado ao dogma do ‘grande arquitecto’. Não morro de amores pela maçonaria, seja qual for o grupo. E tenho algumas reservas quanto ao GOL estar condenado.

    Fora a parte da monarquia parecemos estar de acordo nalgumas questões essenciais.
    Visto que ambos temos como prioridades a liberdade e a democracia, queria pedir-lhe que explicasse como iria uma hipotética mudança de regime contribuir para a promoção destes valores fundamentais? Em que medida iria uma monarquia contribuir para a democracia e liberdade em Portugal?

  20. Meu Caro

    D.Duarte é Rei “de Jure” e “não de Facto”, ou seja não tem reinado. Quanto a ter assinaturas é possível que até o PS vote em peso nele pelo seguinte, João Soares no Prós e Contras disse “prefiro D.Duarte 10 anos como Rei do que Cavaco Silva como presidente”. Isto foi antes das presidenciais, os dirigentes mais antigos do PS reconhecem o valor de D.Duarte.
    Quanto a Liberdade e Democracia.
    Eu posso ser de esquerda mas não tenho visto com bons olhos a maneira como a Europa tem dominado o nosso país. Pode parecer utópico mas a melhor maneira de reforçar a soberania nacional e garantir a nossa Liberdade em relação à Europa seria ter um Estado Forte e nada melhor do que ter um Rei nesse aspecto. Como sabe os países onde existe Monarquia em especial na Europa, têm um sentido patriótico muito mais profundo do que existe cá. Assim garantíamos a nossa independência e Liberdade.
    Quanto a ter um regime monárquico, a democracia não era posta em causa porque existiria Parlamento, Governo e Constituição. Onde o Parlamento poderia ter o poder de retirar um Rei caso esse fosse rejeitado pelo Povo mesmo através de referendo. Ou seja o desejo popular não era posto de lado.
    Um Rei teria os mesmos poderes que o presidente tem, nada mais lhe seria pedido. E seria o garante de que nunca existiria um presidente e um governo com a mesma cor política e consequentemente uma autêntica ditadura. Aqui a democracia seria sempre protegida e a nossa liberdade nunca correria o risco de ser posta em causa.

    Confesso que já estive à distância de um telefonema de me iniciar no GOL, mas depois de perceber que não aceitavam o Grande Arquitecto desisti. Não sou anti-maçon mesmo sendo monárquico, até porque há monárquicos maçons muito provavelmente na GLRP.

  21. D.Duarte nem é rei “de facto” nem “de jure”, já que a lei não lhe reconhece o cargo. Tudo o que possa haver a favor dele serão razões históricas.

    «João Soares no Prós e Contras disse “prefiro D.Duarte 10 anos como Rei do que Cavaco Silva como presidente”»
    E entre D.Duarte e Mário Soares, por exemplo, alguém lhe perguntou isso? A república não é só uma opção. A cada 5 anos temos a hipótese de escolher outro presidente, caso não se goste do que lá está.

    «Como sabe os países onde existe Monarquia em especial na Europa, têm um sentido patriótico muito mais profundo do que existe cá»
    A Bélgica tem um rei, não tem? Como é que vai a coesão nacional por lá? Um rei não resolve estas questões magicamente. Os EUA não têm rei e lá o nacionalismo está bem vivo. Os franceses são considerados dos povos mais chauvinistas da Europa…

    «seria o garante de que nunca existiria um presidente e um governo com a mesma cor política e consequentemente uma autêntica ditadura»
    Será o partido a que pertenceram o mais importante? O país estaria mais próximo de uma ditadura se fosse Manuel Alegre o presidente em vez de Cavaco Silva? Sócrates teria uma governação mais desimpedida?

  22. Se formos a ver de facto o regime pela lei será que o regime é legítimo se nunca foi votado pelo Povo ? Se a republica é mais democrata porque é que se impõe ao Povo e não é votada ? Pois se isto é democracia não será mais próxima de uma ditadura ? Sabia que a constituição Monárquica vigente até 1910 não proibia outro regime ? Pois, o constitucionalismo começou em 1821 e não em 1910. Muito do que damos por adquirido vem daí.
    Quanto a Dr.Duarte não ser Rei, não é porque não reina. Agora a família dele é responsável pelo pedaço de terra que se chama Portugal e isso não se deve a nenhuma republica e nem a nenhum presidente.
    Mas quanto ao assunto de a Monarquia se democrática, deixo parte de uma entrevista com D.Duarte :

    “A monarquia é democrática?
    Com excepção da península Arábica, conhece alguma monarquia que não seja democrática? Mesmo em regiões onde redominam as ditaduras, como por exemplo Marrocos,Tailândia, Japão, Camboja, Austrália, Nova Zelândia, Jordânia, etc. A nossa monarquia, já no século XIX era uma democracia avançada para a época. A Primeira e a Segunda Repúblicas reduziram muito as liberdades efectivas dos portugueses.
    Veja as perseguições religiosas e o movimento sindical após 1910. Foram precisos 76 anos de República para termos ficado finalmente ao mesmo nível democrático das monarquias.”

    Quanto a João Soares, ele afirmou o mesmo no programa da RTP2 “Pastel de Natas”. Pode ter a hipótese de 5 em 5 anos gastar mais milhões de euros que não contribuem nada para baixar o pib :) Estabilidade governativa é mesmo para esquecer.

    Falou na Bélgica, acho que pegou num mau exemplo porque se não fosse o Rei a garantir a unidade a Bélgica já não existia como a conhecemos. Mesmo estando no está em que está se leu alguma coisa tem sido o Rei a acalmar as coisas.

    Se a Monarquia não fosse democrática explique-me porque que é que nos países europeus monárquicos os Reis gozam de mais de 80% de popularidade ? As pessoas continuam a dizer o que pensam e intervém socialmente e politicamente. E que popularidade tem a Republica cá ? e o presidente ?

    Disse “Será o partido a que pertenceram o mais importante? O país estaria mais próximo de uma ditadura se fosse Manuel Alegre o presidente em vez de Cavaco Silva? Sócrates teria uma governação mais desimpedida?”

    Já viu se o prof. Marcelo de Sousa ( foi militante fascista na juventude ) para presidente e o alguém do PSD estivesse no poder como primeiro ministro? Eu não gostei de quando Cavaco foi primeiro ministro e duvido que se isso acontecesse as coisas fossem mais fáceis para o Povo.

    :) Quanto a Manuel Alegre, provavelmente Sócrates estaria no limbo como esteve Santana com Sampaio.

  23. Não percebi como é que ter eleições nos aproxima mais de uma ditadura, e relembro que a transição para a democracia também nunca foi a referendo…

    Vamos aqui deixar bem claro que os responsáveis por Portugal são os portugueses que contribuiram para o seu país, e não a família de D.Duarte.
    Quando diz que os feitos de Portugal não se devem a nenhuma república, relembro que poucos se devem a monarquias constitucionais. Se não quer uma monarquia absoluta não venha com esses argumentos sem nexo.

    E que perseguições religiosas foram essas que ocorreram na república? Foram maiores que as perseguições religiosas ocorridas em monarquia?
    Então a democracia que temos está ao nível da monarquia do princípio do século passado?.. Tínhamos sufrágio universal para o governo? Referendos?

    Se os seus melhores argumentos são poupar dinheiro em eleições e ter uma utópica “estabilidade governativa”, a ditadura deve ser o seu regime de sonho.

    A Bélgica não foi um mau exemplo, e o rei tem-se limitado a apelar à resolução do problema, não o tem resolvido. Relembro que a Bélgica está há seis meses sem um governo digno desse nome. O ramsoft tinha afirmado antes ser óbvio que os países com monarquia tinham «um sentido patriótico muito mais profundo». Os franceses republicanos estão mesmo ao lado e não os vejo a retalhar o país. Se calhar, tal como eu tinha dito, a monarquia não é uma solução mágica para garantir esse patriotismo.

    «Se a Monarquia não fosse democrática explique-me porque que é que nos países europeus monárquicos os Reis gozam de mais de 80% de popularidade ?»
    Uma das razões será não terem o D.Duarte como rei. Eu não o quero como rei e não sou o único. Se acha que tem este tipo de popularidade, el-rei que se candidate a presidente. Aí falamos.

    E quase me esquecia do argumento dos países que são monarquias serem automaticamente mais democráticos.
    Mesmo pondo de parte as arábias acabou por esquecer-se da Suazilândia. E na Coreia do Norte o poder passou de pai para filho e o cargo é vitalício, cumpre os requisitos base de uma monarquia.
    Mas continua a achar que é a monarquia que traz democracia a um país? Então relembro que as monarquias apenas são democráticas porque o monarca não tem poder real…curioso.

    Se quer provar que a monarquia implica mais democracia, até me espanta que não tenha vindo com o caso da Dinamarca e da Suécia, duas referências em democracia e desenvolvimento. Pode invocar que se deve ao facto de serem monarquias. Aí posso responder que se deve à grande percentagem de ateus, que me diz? Ou podemos olhar para os quatro países europeus com menos corrupção: Finlândia, Suécia, Dinamarca e Islândia. Dois são repúblicas, dois são monarquias. Há algum factor que os una? São os países com maior proporção de gente loura, por exemplo… se calhar se pintarmos todos o cabelo de louro temos mais democracia, não?

    Volto a reiterar que estou farto da discussão, e que já ficou provado que nenhum de nós vai mudar de opinião. Há algum limite para a discussão? Aí pelos 30 comentários? 300?

  24. Vou deixar duas ideias para finalizar a minha intervenção :

    Democracia
    1 – “Porque razão só a partir de 1974 as mulheres passaram a ter os mesmos direitos que os homens e passaram a votar ?” Acha mesmo a republica democrata ? se é teve Alzeimer durante muitos anos ….

    2- “Portugal sempre foi Grande em Monarquia … em republica é para esquecer” Verifique dados estatísticos e vai ver que só estamos em primeiros a contar do fim em tudo.

    p.s. : o fundador do nosso país não era presidente da republica, era D.Afonso Henriques e que eu saiba é da família de D.Duarte
    E feitos da monarquia constitucional antes de 1910 :

    – primeira constituição
    – abolição da pena de morte
    – economia ao nível dos países mais desenvolvidos situando-se a meio da tabela. ( hoje somos os últimos ).

    A verdade é dura quando não queremos acreditar nela.
    Fica bem

    VIVA PORTUGAL !!!

  25. Pingback: Monarquia ad nauseum « a mansarda

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s