Blackwater USA debaixo de fogo

Um tiroteio envolvendo seguranças da Blackwater USA domingo passado trouxe a empresa privada de ‘segurança’ (mercenários) para a ribalta. Resultou em 8 mortos e 13 feridos (aparentemente aleatórios), levando à revogação por parte das autoridades iraquianas da licença da empresa. Ainda pendente está a hipótese de a empresa ser levada a tribunal no Iraque.

Michael Hirsh da Newsweek dá conta do vazio moral em que esta e outras empresas operam no Iraque. Um caso é paradigmático: no Natal passado, durante uma festa, um empregado da empresa embriagado disse que ia sair para matar alguém. Discutiu com um guarda iraquiano e deu-lhe um tiro no peito e três nas costas. O caso poderia ter passado despercebido mas a vítima era guarda-costas de um político iraquiano bem colocado. No dia seguinte a Blackwater colocou o homicida num avião privado de volta para os EUA e recusou-se a revelar o seu nome.

Louis Charbonneau escreve na Reuters sobre a preocupante tendência para a privatização da guerra numa conversa com Ernst Uhrlau, actual presidente do BND. Segundo Uhrlau, a segurança privada é uma indústria de 100 mil milhões de dólares, e “há um consenso generalizado sobre a necessidade de um mecanismo internacional de vigilância… para prevenir abusos de direitos humanos”. A razão para o crescimento destas empresas no Iraque é clara: a necessidade dos governos envolvidos retirarem as suas tropas faz com que o sector privado seja necessário para preencher as lacunas, desde a logística à segurança de altos cargos.

5 responses to “Blackwater USA debaixo de fogo

  1. magdiel ferreira de andrade

    quero me escrever no black water!

  2. magdiel ferreira de andrade

    quero combater, quero ser um soldado do black water(aguas negras)

  3. Hamilton Sales Dantas

    eu gostaria de trabalhar na bleck water com AG. de segurança

  4. Hamilton Sales Dantas

    Sou devidamente gualificado para trabalhar no iraque

  5. Olá tudo bem !
    Gostaria de saber como posso conseguir um trabalho nas empresas de segurança, que trabalham no Iraque e Afeganistao. Tenho 38 anos e já trabalho na área de segurança desde os 18, sendo 4 anos de exército.
    Tenho algum treinamento na segurança pessoal, mas, o mais importante é minha disciplina e vontade.
    Obrigado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s