Não! Não! Desta é que é!

Ouvir hoje Passos Coelho a falar em emagrecer o Estado como se tivesse descoberto a pólvora fez-me lembrar outro governo de coligação.

Não ponho os dados do último executivo socialista porque já entra no domínio da pornografia. Mesmo com a quebra de recorde nas receitas fiscais e os encargos adicionais com a segurança social dificilmente se justifica. Já nem seguindo a inglória receita de vender tudo o que implique receitas a curto prazo e encargos futuros se deu para disfarçar.

Chega a um ponto em que não há receitas extraordinárias que nos salvem. Já com pouco por delapidar vamos agora avançar para privatizações de monopólios naturais. Ainda se lembram quando nos queixávamos do despesismo de Guterres? Aaah, bons velhos tempos! Nunca mais voltámos a ter tão pouca despesa pública.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s