Que tal referendar uma revisão constitucional?

Passos Coelho deixou em aberto a hipótese de mais um referendo ao aborto. Parece que é um assunto que tem de ir à melhor de três, num país tão dado a referendos não bastam dois sobre o mesmo assunto. Para alterar a constituição ninguém se lembra de pôr a hipótese de referendo em cima da mesa, o que faz todo o sentido. É apenas o documento mais importante de uma democracia, por que há de ter o povo alguma coisa a ver com isso? Seria a criação de um precedente muito chato.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s